«É preciso tanta coisa para ir pró céu?…»

É preciso tanta coisa para ir pró céu?…»

Vivemos o ciclo do ano e da vida num continuado esforço de renovamento e de adaptação aos tempos e às mudanças. Abertos ao novo e ao outro é atitude permanente a empreender em estilo constante de vida, traduzindo assim o apelo que o Evangelho lança aos seguidores de Cristo: “convertei-vos e arrependei-vos!” A Palavra de Deus é mestra e guia seguro para o encontro com o Senhor. Ele é o caminho, a verdade e a vida’! Somos capazes de Deus, pois Ele nos escolheu em primeiro! Se Deus é por nós como diz S. Paulo nada nos pode afastar do seu amor.

Certamente já nos passou pela cabeça a pergunta  que o jovem/homem rico fez a Jesus: ”O que é preciso para ir para o céu?» Neste momento já todos nós sabemos o que fazer e como fazer. Praticar o que se sabe será outra estória! O facto de não ter tempo e estar ocupado é “démodé”, é melhor inventa outra explicação como: «não me apetece ou não quero», será mais certo. Numa ultreia de cursistas uma senhora veio no fim dar-me um sermão e eu que já tanto ouvira e calado, faltava mais esta. «Olhe, lá, é preciso tanta coisa para ir para o céu?» Recordo de ter dito: «Nem todo o que diz Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus, já dizia Jesus e pensava eu que a calava com esta resposta. Tinha de ouvir mais para aprender a escutar e ainda tentei dizer: ‘cada um sabe de si e Deus de todos!’ Buzio, senão ouves!

 

MESA DA PALAVRA – XVIII DOMINGHO COMUM – ANO B

1ª Leitura: Sab, 7, 7-11  Por isso pedi, e foi-me dada a inteligência; supliquei, e veio a mim o espírito de sabedoria Preferi-a aos ceptros e aos tronos, e, em comparação com ela, vi que as riquezas nada eram. Nem sequer a comparei às pedras preciosas, pois o ouro todo, diante dela, é um pouco de areia, e a prata, perante ela, será como lodo. Amei-a mais que a saúde e a beleza, e antes a quis ter a ela que a luz, pois a sua claridade jamais tem ocaso. Com ela me vieram todos os bens, e nas suas mãos está uma riqueza incalculável.

 2ª Leitura: Heb 4, 12-13 – Na verdade, a palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante que uma espada de dois gumes, penetra até à divisão da alma e do corpo, das junturas e das medulas, e discerne os sentimentos e intenções do coração. Não há nenhuma criatura oculta diante dele, mas todas as coisas estão a nu e a descoberto aos olhos daquele a quem devemos prestar contas.

Evangelho Domingo: Mc 10, 17-30 – Quando se punha a caminho, alguém correu para Ele e ajoelhou-se, perguntando: «Bom Mestre, que devo fazer para alcançar a vida eterna?» Jesus disse: «Porque me chamas bom? Ninguém é bom senão um só: Deus. Sabes os mandamentos: Não mates, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho, não defraudes, honra teu pai e tua mãe.» Ele respondeu: «Mestre, tenho cumprido tudo isso desde a minha juventude.» Jesus, fitando nele o olhar, sentiu afeição por ele e disse: «Falta-te apenas uma coisa: vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» Mas, ao ouvir tais palavras, ficou de semblante anuviado e retirou-se pesaroso, pois tinha muitos bens. Olhando em volta, Jesus disse aos discípulos: «Quão difícil é entrarem no Reino de Deus os que têm riquezas!» Os discípulos ficaram espantados com as suas palavras. Mas Jesus prosseguiu: «Filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus.» Eles admiraram-se ainda mais e diziam uns aos outros: «Quem pode, então, salvar-se?» Fitando neles o olhar, Jesus disse-lhes: «Aos homens é impossível, mas a Deus não; pois a Deus tudo é possível.» Pedro começou a dizer-lhe: «Aqui estamos nós que deixámos tudo e te seguimos.» Jesus respondeu: «Em verdade vos digo: quem deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou campos por minha causa e por causa do Evangelho, receberá cem vezes mais agora, no tempo presente, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, juntamente com perseguições, e, no tempo futuro, a vida eterna.

 

AGENDA PAROQUIAL DA R. BRAVA

  1. Agenda para outubro

          9.Início das catequeses na paróquia. Horário no site.

          10. 1º Encontro dos jovens do Crisma, 10h

           17. Chegada das Relíquias de S. Tiago Menor à Sé  e missa às 17h

24. Visita das Relíquias de S. Tiago Menor à Ribeira Brava,18h. Missa às 18h30 (não há às 17h)-. Vigília de Oração por movimentos, 20h-23h24. Partida das Relíquias para os Canhas, despedida e Missa,                         10h. Dia Mundial das Missões.

     2.. reza do Terço no mês de Outubro na igreja de 2ª a 6ª feira, 19h30.

     3.  Reunião de encarregados dos movimentos no domingo, 10 de Outubro após a missa das 10h para preparar a visita das Relíquias de S. Tiago Menor à Ribeira Brava.

      nb. obrigado às Catequistas pela empenho neste ano de catequese e pela disponibilidade renovado neste novo ano.

«Vir à igreja buscar as bandeiras!...» Penso que esteja na mente de todos que a pandemia impulsionou a adaptar a vida ao momento novo que todos atravessamos. Há muita coisa que não podemos fazer como sempre fizemos em nome do bem de todos. E uma delas foi a visita do...

read more

«Mês de Maio!…»

«Mês de Maio!...» Iniciamos o Mês de Maria neste fim de semana, mês rico de vivência espiritual para os portugueses especial nos dias 12 e 13 de maio, devido ao início das aparições de Nossa Senhora em Fátima aos pastorinhos    Jacinta, Francisco e Lúcia, que acolhem...

read more

Visitas do Espírito Santo!

Visitas do Espírito Santo! A Páscoa marca a vida paroquial e cria uma “azáfama” em bom sentido, com as visitas do Espírito Santo, no cantar das saloias: «Está chegando à vossa casa uma visita tão bela, a visita do Divino Espírito Santo!» Em todos estes anos tivemos as...

read more

São Bento! Estivemos a celebrar a Semana de São Bento como preparação da Festa do padroeiro e também da Páscoa. O tema da Eucaristia envolve em reflexão e participação em sintonia com a diocese, rumo às JMJ de Lisboa. Ainda em tempo de pandemia podemos celebrar de...

read more

Quaresma

Quaresma Estamos a realizar a caminhada quaresmal em tempo de quarentena e nos quarenta e tais dias da Quaresma (4ª feira de Cinzas à manhã da 5ª feira santa) em tempo de pandemia e de confinamento, nos leve a olhar o interior, ao rasgar do coração e não das vestes,...

read more

Fevereiro

       Fevereiro O mês de Fevereiro é rico na Liturgia da Igreja pela densidade simbólica, humana e cristã, quer na vivência pessoal dos cristãos, quer na vivência das paróquias. Ao olharmos o calendário temos a Senhora das Candeias (2 Fev.), S. Brás (4 Fev.), S....

read more

Festa do Batismo de Jesus

          Festa do Batismo de Jesus Este domingo com a Festa do Batismo de Jesus a Liturgia da Igreja retoma o Tempo Comum e termina o Tempo de Natal com as suas festas, pese embora entre nós alongarmos o tempo da festa até ao Santo Amaro com a tradição de varrer os...

read more

A Festa de Natal

A Festa de Natal              Estamos a chegar à Festa, à época do ano tão desejada por todos nós. Quem não anseia e não se prepara para o nascimento de uma criança? Que o digam os pais! Para nós é a chegada do Menino Jesus que nos faz mover e “revirar a nossa vida!”...

read more

“Advento!…”

"O Advento!..." Neste domingo iniciamos um novo ano na Liturgia da Igreja (Ano B) e um novo tempo Advento), que chama a nossa atenção e evidencia uma vivência particular a todos nós: Fazer nascer o Menino Jesus nas famílias, em nós e nas comunidades paroquiais!...

read more