«Festa do Senhor!…»

«Festa do Senhor!…»

Continuamos em ambiente de Festa e de arraial por mais um fim-de-semana com a celebração da Festa do Senhor neste sábado, a véspera e no domingo, a festa e a procissão nas ruas da vila. Esta é mais intimista e com menos aparato exterior, mas nem por isso é menos importante, pois no Senhor somos convidados a centrar toda a nossa vida e o nosso louvor, único Mestre e Senhor. A paróquia louva a Cristo Senhor na celebração festiva da Eucaristia como Ele nos mandou: «Fazei-o em memória de Mim». A Igreja vive da Eucaristia e a Eucaristia constrói a Igreja, porque constitui o centro e o cume de toda a vida cristã (LG). O Pe. Dehon afirma que a Eucaristia constitui o sacramento do amor: «o pão e o vinho são sinal da graça que alimenta as almas». Santo Irineu de Leão diz-nos que a Eucaristia é o resumo e a súmula da nossa fé: «A nossa maneira de pensar está de acordo com a Eucaristia: e, por sua vez, a Eucaristia confirma a nossa maneira de pensar». Na Eucaristia temos o verdadeiro Corpo do Senhor.

Celebrar a Eucaristia é agradecer tudo quanto recebemos de Deus, pois que esta é ação de graças e por isso para o cristão um domingo sem missa era como um domingo sem sol, como dizia um pároco aos seus paroquianos. Muitos estão preocupados se dura muito ou pouco. Quando se quer o bem ou gostamos de estar com alguém o tempo não conta e não se sente o tempo passar. Neste ponto temos e precisamos de estar com Cristo-Eucaristia e a adoração é aquele tempo em que nos deixamos olhar por Deus como dizia alguém ao Cura de Ars: «Eu olho para Ele e Ele olha para mim». Ele conhece-nos bem e nós precisamos de deixar-nos conhecer por Ele. Assim relembro os tempos fortes das sextas e do 3º domingo do mês para a presença dos irmãos e irmãs da Confraria do Santíssimo e dos outros movimentos paroquiais, nós que estamos a viver o ano da oração na diocese. Está ao nosso alcance este estar presente quando há vontade e compromisso: receber o pão da palavra e o pão eucarístico. Boa festa do Senhor.

 

Mesa da Palavra

Evangelho Festa do SSS: Mc 14, 12-16.22-24 – No primeiro dia dos Ázimos, quando se imolava a Páscoa, os discípulos perguntaram-lhe: «Onde queres que façamos os preparativos para comeres a Páscoa?» 13 Jesus enviou, então, dois dos seus discípulos e disse: «Ide à cidade e virá ao vosso encontro um homem trazendo um cântaro de água. Segui-o 14 e, onde ele entrar, dizei ao dono da casa: “O Mestre manda dizer: ‘Onde está a sala em que hei-de comer a Páscoa com os meus discípulos?'” 15 Há-de mostrar-vos uma grande sala no andar de cima, mobilada e toda pronta. Fazei aí os preparativos.» 16 Os discípulos partiram e foram à cidade; encontraram tudo como Ele lhes dissera e prepararam a Páscoa. 22 Enquanto comiam, tomou um pão e, depois de pronunciar a bênção, partiu-o e entregou-o aos discípulos dizendo: «Tomai: isto é o meu corpo.» 23 Depois, tomou o cálice, deu graças e entregou-lho. Todos beberam dele. 24 E Ele disse-lhes: «Isto é o meu sangue da aliança, que vai ser derramado por todos. 25 Em verdade vos digo: não voltarei a beber do fruto da videira até ao dia em que o beba, novo, no Reino de Deus.» 26 Após o canto dos salmos, saíram para o Monte das Oliveiras.

Nascimento S. Bento, 11 de julho: Mt 19, 27-29 – Tomando a palavra, Pedro disse-lhe: «Nós deixámos tudo e seguimos-te. Qual será a nossa recompensa?» 28 Jesus respondeu-lhes: «Em verdade vos digo: No dia da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, vós, que me seguistes, haveis de sentar-vos em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. 29 E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá por herança a vida eterna.

 Evangelho Domingo XV,14 julho: Mc 6, 7-13 – Chamou os Doze, começou a enviá-los dois a dois e deu-lhes poder sobre os espíritos malignos. 8 Ordenou-lhes que nada levassem para o caminho, a não ser um cajado: nem pão, nem alforge, nem dinheiro no cinto; 9 que fossem calçados com sandálias e não levassem duas túnicas. 10 E disse-lhes também: «Em qualquer casa em que entrardes, ficai nela até partirdes dali. 11 E se não fordes recebidos numa localidade, se os seus habitantes não vos ouvirem, ao sair de lá sacudi o pó dos vossos pés, em testemunho contra eles.» Eles partiram e pregavam o arrependimento, expulsavam numerosos demónios, ungiam com óleo muitos doentes e curavam-nos.

Evangelho XVI, 21 julho, Mc 6, 30-34- 30 Os Apóstolos reuniram-se a Jesus e contaram-lhe tudo o que tinham feito e ensinado. 31 Disse-lhes, então: «Vinde, retiremo-nos para um lugar deserto e descansai um pouco.» Porque eram tantos os que iam e vinham, que nem tinham tempo para comer. 32 Foram, pois, na barca, para um lugar isolado, sem mais ninguém. 33 Ao vê-los afastar, muitos perceberam para onde iam; e de todas as cidades acorreram, a pé, àquele lugar, e chegaram primeiro que eles. 34 Ao desembarcar, Jesus viu uma grande multidão e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, então, a ensinar-lhes muitas coisas.

 

Acontece na Paróquia da Ribeira Brava

AGRADECIMENTOS:

Festa de S. Pedro – Encarregadas dos sítios, pessoas com as suas ofertas, Barco e Charola, os produtos e quem arranjou, transporte, Câmara Municipal, Joaquim Reboques, Sr. António e Leonardo Corte, serviços na Barraca e Romagens, Coro, CNE e movimentos paroquiais. Sr. Domingo da Central Madeirense com oferta das flores e Alpendre Decoração com a ornamentação da igreja.

Festa do Senhor – Confraria do SSS, pessoas dos sítios com o tapete de flores, Câmara da Ribeira Brava com fecho das Ruas e limpeza das mesmas, os Enfeites no adro, Rua Camachos e Rua do Visconde, para a procissão e a festa, Junta de Freguesia com apoio às pessoas do tapete. Os tapetes de relva artificial, oferta da ACIN, no lugar dos verdes, que vem ajudar a amenizar a questão de verdes e demais contributos e movimentos paroquiais que se associaram à festa.

 

 MÊS DE JULHO:

1. FESTA DO SENHOR: 6 e 7 DE JULHO DE 2024

 6 Julho, Sábado – Véspera do Santíssimo, 20h. Não há às 17h.

7 julho, Domingo –  Festa do Senhor, 7h30, 10h. Festa do SSS, 16h. Não há a missa das 12h.

 NB. Festa do Senhor a cargo da Confraria do SSS e da paróquia. Contámos com os sítios para o tapete de flores.

 11 julho – Dia do Nascimento de S. Bento: Padroeiro da Europa, 8h

 14 julho – Encontro do Crisma e Reunião de Pais, 10h

27 julho – Véspera da Sª da Saúde, Meia Légua, 20h

 2 8julho – Dia da Festa da Sª da Saúde, Meia Légua, 13h

 

2.  ENCONTROS DO CRISMA:

 31 Julho, 4ª feira: 14h30-17h.

1 Agosto, 5ª feira: 14h30 – 17h.

2 Agosto, 6ª feira: 19h – Encontro do Sr. Bispo com os crismandos

 

«Festa de São Pedro!..«

«Festa de São Pedro!... Já temos sinais da festa e do arraial de São Pedro da Ribeira Brava a começar pelas ruas enfeitadas para esta festividade e todos os preparativos que já se iniciarem. Para nós é um marco do ano, contando o tempo de janeiro a São Pedro e daqui...

read more

«Festas dos Santos Populares»

«Festas dos Santos Populares!...» Estamos no mês das festas dos santos populares com alegria e canseira à mistura. São eles: Santo António, São João e São Pedro. A fé transformou estes santos e toda a multidão dos santos que se deixaram tocar pelo Evangelho com marca...

read more

«A Festa do Espírito Santo!…»

Festa do Espírito santo!...» Neste domingo a Igreja celebra a festa do Pentecostes, a descida do Espírito Santo sobre a Igreja nascente, isto é, sobre os Apóstolos e a Virgem Maria reunidos nona sala do cenáculo em Jerusalém, cinquenta dias após a Ressurreição de...

read more

«Mês de Maio!…»

«Mês de Maio!...» Iniciamos o mês de maio, mês de Maria, dedicado a Nossa Senhora do Rosário de Fátima com ponto alto nos dias 12 e 13 de maio na grande peregrinação ao Santuário e como diz a canção: ‘em maio eu vou ao santuário’. Veremos muitas peregrinações que...

read more

«Os Cristãos!…»

«Os Cristãos!...» O nome de Cristãos deriva do grego “Christos” que traduz o hebraico: “Messias, ungido consagrado”. Sabemos que este nome foi dado pela primeira vez aos seguidores do Nazareno, aos do Caminho, referindo-se a Jesus de Nazaré (Act 11,26), na cidade de...

read more

«As Vocações»

« As Vocações!...» A Igreja viveu nesta semana focada no pedido de Jesus aos seus discípulos: “Pedi ao Dono da messe que mande operários para a sua messe!” Foi a semana das vocações. Fomos chamados a pensar a temática das vocações na Igreja e convidados a rezar para...

read more

As Visitas do Espírito Santo

«As Visitas do Espírito Santo!...» No Domingo passado iniciamos as visitas do Espírito Santo na paróquia da Ribeira Brava. Estas terminam no domingo do Pentecostes, este ano no dia 19 de maio. Agradeço desde já os festeiros que se disponibilizaram para esta missão de...

read more

Páscoa….!

«Páscoa!...» Estamos no Domingo de Páscoa, dia da Ressurreição de Jesus de entre os mortos. Este dia é de festa para todos os cristãos, pois foi no Domingo, o primeiro dia da semana que Jesus ressuscitou e por isso o domingo é para nós o dia de descanso, dia festivo e...

read more

Semana Santa!

«Semana Santa!...» A Semana Santa inicia-se no domingo de Ramos e termina no domingo de Páscoa. É a semana maior do ano cristão, pois nela a Igreja celebra os acontecimentos do mistério da Salvação de modo condensado. A Quaresma iniciada na 4ª feira de cinzas termina...

read more