«Há tempo para tudo!…»

«Há tempo para tudo!…»

Iniciadas as atividades com recomeço de maior normalidade ao que foi vivido nos últimos tempos e ao maior enquadramento da vida tornado possível com o esforço de todos, venho propor-vos um texto de Coelth que bem pode ser um programa e atitude de vida, pela clareza e propostas que nos coloca e apresenta. É sempre “tempo “para meditar estas realidades. É sempre oportuno pensarmos nestas máximas de vida:

“ Para tudo há um momento e um tempo para tudo o que se deseja debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar plantas, tempo de matar e tempo de curar, tempo de destruir e tempo de edificar, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de lamentar e tempo de dançar, tempo de atirar pedras, e tempo de as ajuntar, tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço, tempo de procurar e tempo de perder, tempo de guardar e tempo de atirar fora, tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de guerra e tempo de paz. Que proveito tira das suas fadigas aquele que trabalha? Eu vi a tarefa que Deus impôs aos filhos dos homens para que dela se ocupem. Todas as coisas que Deus fez, são boas a seu tempo. Até a eternidade colocou no coração deles, sem que nenhum ser humano possa compreender a obra divina do princípio ao fim.” (Co 3, 1-11)

A nossa vida é reflexo dos valores e da educação recebida, se assumida e vivida. Para tal é sempre oportuno parar, olhar-se para dentro e refletir as palavras e as atitudes bem como os comportamentos. Há coisas que não esperamos de gente de fé, mas também aí, revela-se a fraqueza e a virtude. S. Paulo recomenda ao seu discípulo e hoje (o tal tempo…) a nós também: “Mas tu, ó homem de Deus, foge dessas coisas. Procura antes a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança, a mansidão. Combate o bom combate da fé” (. 1Tim 6,11). A escola e a catequese são bons lugares para abrir a mente em ordem ao respeito, à convivência e à corresponsabilidade. Os educadores sejam fatores de estabilidade, influenciadores do bem, já que. “ninguém dá aquilo que não recebe!”

Deixo-vos uma mensagem recebida no watsapo de modo que nos faça  despertar para o mundo em que vivemos: “A guerra é um lugar onde jovens que não se conhecem e não se odeiam se matam entre si, por decisão de velhos que se conhecem, se odeiam mas não se matam “(Erich Hartmann). Como vedes dispensa comentários!

 

MESA DA PALAVRA – DOMINGO XXVI COMUM – ano c

1ª Leitura: Am 6, 1.4-7 Ai dos que vivem comodamente em Sião e dos que vivem tranquilos no monte da Samaria, que se crêem chefes do povo mais importante e aos quais acorre a casa de Israel! Deitados em leitos de marfim, estendidos indolentemente nos seus divãs, comem os melhores cordeiros do rebanho e os novilhos mais gordos do estábulo. Folgam ao som da harpa, e inventam, como David, instrumentos de música. Bebem vinho por grandes copos, perfumam-se com óleos preciosos, sem se compadecerem da ruína de José. Por isso irão deportados à frente dos cativos, e terá fim esse bando de voluptuosos.

2ª Leitura: 1 Tim 6, 11-16 – Mas tu, ó homem de Deus, foge dessas coisas. Procura antes a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança, a mansidão. Combate o bom combate da fé, conquista a vida eterna, para a qual foste chamado e da qual fizeste uma bela profissão na presença de muitas testemunhas. Na presença de Deus, que dá a vida a todas as coisas, e de Jesus Cristo, que deu testemunho perante Pôncio Pilatos numa bela profissão de fé, recomendo-te que guardes o mandato sem mancha nem culpa até à manifestação de Nosso Senhor Jesus Cristo. Esta manifestação será feita nos tempos estabelecidos, pelo bem-aventurado e único Soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores, o único que possui a imortalidade, que habita numa luz inacessível, que nenhum homem viu nem pode ver. A Ele, honra e poder eterno! Ámen!

Evangelho XXVI: Lc 16, 19-31 – «Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho fino e fazia todos os dias esplêndidos banquetes. Um pobre, chamado Lázaro, jazia ao seu portão, coberto de chagas. Bem desejava ele saciar-se com o que caía da mesa do rico; mas eram os cães que vinham lamber-lhe as chagas. Ora, o pobre morreu e foi levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. Na morada dos mortos, achando-se em tormentos, ergueu os olhos e viu, de longe, Abraão e também Lázaro no seu seio. Então, ergueu a voz e disse: ‘Pai Abraão, tem misericórdia de mim e envia Lázaro para molhar em água a ponta de um dedo e refrescar-me a língua, porque estou atormentado nestas chamas.’ Abraão respondeu-lhe: ‘Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em vida, enquanto Lázaro recebeu somente males. Agora, ele é consolado, enquanto tu és atormentado. Além disso, entre nós e vós há um grande abismo, de modo que, se alguém pretendesse passar daqui para junto de vós, não poderia fazê-lo, nem tão-pouco vir daí para junto de nós.’ O rico insistiu: ‘Peço-te, pai, que envies Lázaro à casa do meu pai, pois tenho cinco irmãos; que os previna, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.’ Disse-lhe Abraão: ‘Têm Moisés e os Profetas; que os oiçam!’ Replicou-lhe ele: ‘Não, pai Abraão; se algum dos mortos for ter com eles, hão-de arrepender-se.’ Abraão respondeu-lhe: ‘Se não dão ouvidos a Moisés e aos Profetas, tão-pouco se deixarão convencer, se alguém ressuscitar dentre os mortos.’»

 

ACONTECE NA PARÓQUIA DA RIBEIAR BRAVA

  1. . AGENDA DE OUTBRO: Mês das Missões

       1 outubro – Assembleia movimentos na igreja do Colégio, apresentação programa pastoral diocesano, 9h30

2 outubro – Início da catequese. Encontro de Catequistas, Pais e Crianças após missa, 10h. Discípulos do Mestre

4 outubro – Dia de S. Francisco. Ordem 3ª Franciscana

5 outubro – Dia Diocesano do Catequista no Porto da Cruz

6 outubro – Assembleia do Clero (Calheta)

9 outubro – Encontro Jovens do Crisma, missa das 10h. Patrocínio de N.S. do Monte

16 outubro – 3º Domingo: Adoração ao Santíssimo, 8h-10h. Ordenação Diac. Rafael, Colégio Missionário, 16h, nos 75 anos dos Dehonianos em Portugal

17 outubro – Encontro antigos alunos Colégio Missionário

18 outubro – Aniversário da Dedicação da catedral

21 outubro – Beato Carlos de Áustria

22 outubro – S. João Paulo II

23 outubro  – Dia Mundial das Missões

    2. No mês de outubro, mês das Missões, temos o terço na igreja de 2ª a 6ª feira, 20h. Todos estão convidados.

 3.  A  24 setembro ocorre o 39º aniversário da presença dos SCJ (Dehonianos) na Ribeira Brava(1983-2022)

 4. A 29 de setembro, 5ª feira – Inicio da Oficina da Oração no Salão às 20h. Aberto a quem queira aprender e viver técnicas de orar, promovido pelas Oficinas de Oração.

 nb. Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, (batendo no peito) por minha culpa, minha culpa, minha tão grande culpa.

E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. (nova fórmula do Novo Missal).

«Tomar a cruz!...»      Estamos prestes a iniciar as atividades catequéticas e letivas com novos desafios, novos começos, novos sonhos, novas canseiras, novas esperanças, novos princípios, novos cuidados e novas preocupações. Tudo é novo e tudo se inova, onde tudo...

read more

«Nossa Senhora do Monte…»

   «Nossa Senhora do Monte!...»      Entramos no mês de agosto com uma lufada de festas e romarias, muita animação e muita vontade de conviver. A situação ainda requer cuidados redobrados, de modo que a alegria não se transforme em tristeza. Nunca é demais lembrar o...

read more

«O que é meu é para quem cuida de mim!…»

«O que é meu é para quem cuida de mim!...»      Sabemos da azáfama e da ganância com que muitos de nós vivem por causa dos bens e do dinheiro. Quanta maldade praticada e quanta injustiça é praticada mesmo entre os irmãos, que até se davam bem, mas por causa dos bens...

read more

«O meu problema não é dinheiro!…»

«O meu problema não é dinheiro!...»      As leituras deste domingo vem dizer-nos o quão importante é estarmos unido a Deus, pois daí gera a confiança que permite a intercessão, apelando para a justiça, a misericórdia e a atenção de Deus sobre as condições dos lugares...

read more

«Vai e faz o mesmo!…»

Vai e faz o mesmo!...» Todos sabemos o que devemos fazer uns pelos outros e uns aos outros. O dito e o mandamento de Jesus da Última Ceia ressoa na mente e no coração dos cristãos, como sino que retine. «Amai-vos como Eu vos amei. O que vos fiz, fazei-o vós também»....

read more

«Vêm aí as festas !…»

«Vêm aí as festas!...» Eis que as festas e os arraiais estão aí em força, após estes dois anos de paragem forçada. Espero que todos tenhamos aprendido algo neste tempo doloroso. Não faltaram cons- trangimentos e fomos impelidos a adotar uma forma e estilo de vida em...

read more

«Avô, chama o Espírito Santo!…»

«Avô, chama o Espírito Santo!...» A Festa do Pentecostes no domingo fez-se entrar num novo período da Liturgia da Igreja, o tempo Comum, vivendo nós as festas da Virgem Maria e dos Santos e os mistérios do Senhor Jesus com a cor verde das vestes na Liturgia, tempo de...

read more

Pentecostes

Pentecostes!... Iniciamos a Páscoa com a Ressurreição de Jesus e terminámos este tempo no dia do Pentecostes, dia da festa do Espírito Santo. Foram cinquenta dias em que vivemos o Espírito Santo em especial nas visitas pascais às famílias e às instituições e empresas...

read more

«A Ascensão…»

A Ascensão... A Igreja celebra no próximo domingo o dia das Ascensão de Jesus ao céu. A 5ª feira da Ascensão era um dia santo e feriado, mas deixou de o ser e passou a celebrar-se no domingo seguinte. Continua a ser uma festa pois marca a despedida visível de Jesus...

read more

Maio, Mês do Terço!…

Maio, Mês do Terço!... Este mês eleva-nos à Virgem Maria pois é dedicado à Mãe do Céu. No 1º domingo do mês as Mães foram celebradas e presenteadas com uma rosa. Fazem parte deste rosário com que somos convidados a celebrar em espiral da terra ao céu e vice-versa: a...

read more