MÊS DE MAIO!…

Iniciamos neste domingo o mês de maio, dedicado a Nossa Senhora, com grande devoção entre nós, portugueses, quem vive no país e quem vive na emigração. Iniciamos o mês neste domingo dedicado ao DIA DA MÃE. Celebramos a mãe da terra e a Mãe do céu, “A Senhora do Céu” como refere a Irª.Lúcia nas suas memórias. Voltemo-nos para Fátima pedindo a Deus por intercessão da Virgem, o fim da guerra e a conversão dos pecadores e de quem promove erros contra o bem e contra a paz, através da oração, bela e simples: o terço do Rosário. Podemos fazê-lo de modo pessoal, em famílias, na igreja e nas capelas, uma vez que temos condições para nos unirmos e orarmos. Temos mais um pedido à Senhora, que nos afaste também a pandemia.

A mensagem do Evangelho continua atual e oportuna se quisermos acolher a mensagem. Olhemos os três pastorinhos de Aljustrel como receberam e viveram a mensagem da Senhora do céu. Com afinco e vontade respondem ao pedido da Senhora: penitência, oração, sacrifício e entrega. Eles também foram tocados pela pandemia de então, exceto a Lúcia, e hoje elevados aos altares, são exemplo que a idade não impede a Deus de fazer o bem através de crianças inocentes. Pedimos ao Francisco e à Jacinta a proteção dos pequeninos e guardem estes a voz de Deus nos seus corações.

Pedimos à Senhora que abençoe e proteja todas as Mães para que sejam educadoras a exemplo da Virgem Maria, e para que aprendam a guardar as cosias no coração e ajudem os filhos a crescer em estatura, sabedoria e graça” (cf Lc 2, 51-52). Que ecoe em todos nós a «Avé Maria!…»

 

Mesa da Palavra

Evangelho: Jo 21, 1-14 – Algum tempo depois, Jesus apareceu outra vez aos discípulos, junto ao lago de Tiberíades, e manifestou-se deste modo: 2 Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, a quem chamavam o Gémeo, Natanael, de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos. 3 Disse-lhes Simão Pedro: «Vou pescar.» Eles responderam-lhe: «Nós também vamos contigo.» Saíram e subiram para o barco, mas naquela noite não apanharam nada. 4 Ao romper do dia, Jesus apresentou-se na margem, mas os discípulos não sabiam que era Ele. 5 Jesus disse-lhes, então: «Rapazes, tendes alguma coisa para comer?» Eles responderam-lhe: «Não.» 6 Disse-lhes Ele: «Lançai a rede para o lado direito do barco e haveis de encontrar.» Lançaram-na e, devido à grande quantidade de peixes, já não tinham forças para a arrastar. 7 Então, o discípulo querido de Jesus disse a Pedro: «É o Senhor!» Simão Pedro, ao ouvir que era o Senhor, apertou o saio, porque estava sem mais roupa, e lançou-se à água. 8 Os outros discípulos vieram no barco, puxando a rede com os peixes; com efeito, não estavam longe da terra, mas apenas a uns noventa metros. 9 Ao saltarem para terra, viram umas brasas preparadas com peixe em cima e pão. 10 Jesus disse-lhes: «Trazei dos peixes que apanhastes agora.» 11 Simão Pedro subiu à barca e puxou a rede para terra, cheia de peixes grandes: cento e cinquenta e três. E, apesar de serem tantos, a rede não se rompeu. 12 Disse-lhes Jesus: «Vinde almoçar». E nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar-lhe: «Quem és Tu?», porque bem sabiam que era o Senhor. 13 Jesus aproximou-se, tomou o pão e deu-lho, fazendo o mesmo com o peixe. 14 Esta já foi a terceira vez que Jesus apareceu aos seus discípulos, depois de ter ressuscitado dos mortos. 15 Depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: «Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu gosto muito de ti.» Jesus disse-lhe: «Apascenta os meus cordeiros.» 16 Voltou a perguntar-lhe uma segunda vez: «Simão, filho de João, tu amas-me?» Ele respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu gosto muito de ti.» Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas.» 17 E perguntou-lhe, pela terceira vez: «Simão, filho de João, tu gostas muito de mim?» Pedro ficou triste por Jesus lhe ter perguntado, à terceira vez: ‘Tu gostas muito de mim?’ Mas respondeu-lhe: «Senhor, Tu sabes tudo; Tu bem sabes que eu gosto muito de ti!» E Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas. 18 Em verdade, em verdade te digo: quando eras mais novo, tu mesmo atavas o cinto e ias para onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as mãos e outro te há-de atar o cinto e levar para onde não queres.» 19 E disse isto para indicar o género de morte com que ele havia de dar glória a Deus. Depois destas palavras, acrescentou: «Segue-me!»

 

AGENDA PAROQUIAL

1. Visita do Espírito Santo após missa das 7h30:

Visita do Espírito Santo – 01 de maio – DIA DA MÃE

Apresentação – Tem Festeiro

Vale e Barreiro – Tem Festeiro

 

Visita do Espírito Santo8 de Maio

Terça, Moreno, Fajã Flores, Pedra Mole – Tem Festeira

Fajã da Ribeira – Não Tem Festeiro

Fajã da Ortiga – Tem Festeiro

 

Visita do Espírito Santo15 de Maio

Cruz Banda Além – Não tem Festeiro

Pomar da Rocha – Tem Festeira

Cabouco, Fonte Pinheiro, Cruz e Caldeira – Tem Festeiras

 

Visita do Espírito Santo22 de Maio

Lombo Cesteiro – Não Tem Festeiro

Murteira – Não Tem Festeiro

Meia Légua – Tem Festeira

 

Visita do Espírito Santo29 de Maio

Furna – Tem Festeiro

Muro e Moinhos: 2 grupos – Tem Festeiros

 

Visita do Espírito Santo5 de Junho – Pentecostes

Espigão – Não Tem Festeiro

Vila – Tem Festeiros

 

2. Celebração das Bodas matrimoniais a 15 maio nos Prazeres. Inscrições na paróquia no horário habitual.

 

3. Reunião Catequistas: 1ª comunhão e Profissão de Fé no dia 5 de maio às 20h no salão.

 

4. Encontro de Pais da 1ª Comunhão e Profissão de Fé no Domingo, 8 de maio, após missa das 10h.

 

5. Terço na igreja de 2ª a 6ª feira às 20h. Capelas combinar com encarregadas.