«Outubro: Mês do Rosário e das Missões»

«Outubro: Mês do Rosário e das Missões!…»

Entramos num mês rico e denso em significado humano e espiritual. Celebramos a Senhora do Rosário a 7 de outubro em que a oração do Terço e das Avé-Marias fez parte do rezar do povo cristão ao longo dos séculos. Continuamos a celebração do Centenário de Fátima em que viveremos um ponto alto nos dias 12 e 13 de Outubro (data da última Aparição da Virgem aos Pastorinhos, (hoje santos Jacinta e Francisco e Lúcia está iniciado o processo de canonização) e a vivência do mês das Missões com a celebração do Dial Mundial das Missões no domingo 22 de outubro. Temos certamente motivos para envolver-nos nesta torrente de espiritualidade eclesial e correspondermos ao pedido da Senhora: orar pela paz! Continua a ecoar a mensagem de penitência e conversão, pois há sempre algo de melhor a alcançar em cada um de nós: pessoas, família e igreja! O Evangelho é sempre novo e exigente e a cada um de nós deve estar presente a atitude de mudança, porque atentos ao pedido da Senhora em Caná: «Fazei o que Ele vos disser!» (cf. Jo2). Belo pedido que nunca se esgota mesmo nas poeiras dos tempos. É o pedido da Mãe do céu e ainda ecoa o dito do papa Francisco em Fátima a 12 de maio: “Temos Mãe! Temos Mãe!”

Entre nós é costume rezar-se o terço a Nª Sª do Rosário neste mês colocando no mesmo a oração pelas missões e missionários. Acrescente-se a oração pelas vocações juvenis. Estamos a refletir e a preparar o concílio dos jovens em outubro de 2018. O Pe. Dehon dizia que os Jovens são como as flores num jardim que precisam de ser cuidadas! Numa época em que se fala de “cuidadores” para os idosos, urge também falar em “cuidadores de Jovens”: pais, avós, catequistas, professores e sacerdotes! Os próprios jovens são também cuidadores se testemunham e vivem os valores e a fé! Bom ano de catequese!

O Boletim Paroquial ‘ORA ET LABORA’ fez 20 anos de publicação no dia 5 de outubro. A 5 de outubro de 1997 o Sr. +Pe. Gil publicou o 1º número. Esta semana é o nº 813 do boletim. Faço votos que continue a ser  um meio de comunhão, partilha e informação na vida desta comunidade ribeirabravense. Há-de fazer história e vida!

 

ACONTECE NA PARÓQUIA!

. catequistas – Precisa-se para há alguns anos que não têm ainda, porque as mesmas não podem continuar ou tiveram de ausentar-se para outros lados…. Os vossos filhos, os vossos netos e os vossos sobrinhos estão a precisar!….Aguardamos!…Desde já o nosso/vosso obrigado às catequistas (os) pelo ano que passou e pela disponibilidade para o novo que aí vem.

. Preparação para o Crisma do 10 º ano de catequese no 2º domingo de cada mês na missa das 10h e na 5. feira a seguir ao domingo, às 17h no salão (os do Desporto)

❸.Agenda de Outubro da Catequese

Domingo, 01. Reunião geral de pais, catequistas e crianças após a missa das 10h. Distribuição de catequistas e horários pelos diversos anos de Catequese.

Domingo, 08-Compromisso Catequistas na missa das 10H

Início dos Encontros para os jovens do 10º ano

com a missa das 10H

Segunda, 09 – início das catequeses

Sexta, 13 – Centenário das Aparições

Domingo, 22 – Dia Mundial das Missões

❹.Jubileu dos 500 anos da Sé do Funchal, 4ª feira,18 de outubro, 18h30. Todos estamos convidados para esta  grande celebração diocesana. Há autocarro frente à igreja, 17h30 para os que desejam ir mediante inscrição na paróquia

❺. O Boletim paroquial «ORA ET LABORA» completou os 20 anos de publicação a 5 de outubro (1997-2017), dia que saiu o 1º número com o Rev. +Pe. Gil Ormonde Coelho,scj

❻. Mudança hora inverno de 28/29 Outubro com atraso de 1h nos relógios. Já nesse domingo a missa da tarde é às 17h.

MESA DA PALAVRA – DOMINGO XVII COMUM – A

1ª Leitura: Is 5, 61-7 – Vou cantar em nome do meu amigo o canto do seu amor pela sua vinha: Sobre uma fértil colina o meu amigo possuía uma vinha. 2 Cavou-a, tirou-lhe as pedras, e plantou-a de bacelo escolhido. Edificou-lhe uma torre de vigia, e nela construiu um lagar. Depois esperou que lhe desse boas uvas, mas ela só produziu agraços. 3 «Agora, pois, habitantes de Jerusalém, e vós, homens de Judá, sede juízes, por favor, entre mim e a minha vinha. 4 Que mais poderia Eu fazer pela minha vinha, que não tenha feito? Porque é que, esperando Eu que desse boas uvas, apenas produziu agraços? 5 Agora, pois, mostrar-vos-ei o que hei-de fazer à minha vinha: destruirei a vedação para que sirva de pasto, e derrubar-lhe-ei a sebe para que seja pisada. 6 Deixá-la-ei deserta, não será podada nem cavada; crescerão nela os espinhos e os abrolhos; mandarei às nuvens que não derramem chuva sobre ela.» 7 A vinha do Senhor do universo é a casa de Israel; os homens de Judá são a sua cepa predileta. Esperou deles a justiça, e eis que só há injustiça; esperou a retidão e eis que só há lamentações..

2ª Leitura: Filip 4,6-9 – Por nada vos deixeis inquietar; pelo contrário: em tudo, pela oração e pela prece, apresentai os vossos pedidos a Deus em ações de graças. 7 Então, a paz de Deus, que ultrapassa toda a inteligência, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. 8 De resto, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é nobre, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é respeitável, se algo que seja virtude existe, se algo que mereça louvor, tende isso em mente. 9 E o que aprendestes e recebestes, ouvistes de mim e vistes em mim, ponde isso em prática. Então, o Deus da paz estará convosco.

 Evangelho do XXVII Domingo Comum: Mt 21, 33-43 – 33 «Escutai outra parábola: Um chefe de família plantou uma vinha, cercou-a com uma sebe, cavou nela um lagar, construiu uma torre, arrendou-a a uns vinhateiros e ausentou-se para longe. 34 Quando chegou a época das vindimas, enviou os seus servos aos vinhateiros, para receberem os frutos que lhe pertenciam. 35 Os vinhateiros, porém, apoderaram-se dos servos, bateram num, mataram outro e apedrejaram o terceiro. 36 Tornou a mandar outros servos, mais numerosos do que os primeiros, e trataram-nos da mesma forma. 37 Finalmente, enviou-lhes o seu próprio filho, dizendo: ‘Hão-de respeitar o meu filho.’ 38 Mas os vinhateiros, vendo o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Matemo-lo e ficaremos com a sua herança.’ 39 E, agarrando-o, lançaram-no fora da vinha e mataram-no. 40 Ora bem, quando vier o dono da vinha, que fará àqueles vinhateiros?» 41 Eles responderam-lhe: «Dará morte afrontosa aos malvados e arrendará a vinha a outros vinhateiros que lhe entregarão os frutos na altura devida.» 42 Jesus disse-lhes: «Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram transformou-se em pedra angular? Isto é obra do Senhor e é admirável aos nossos olhos? 43 Por isso vos digo: O Reino de Deus ser-vos-á tirado e será confiado a um povo que produzirá os seus frutos.

Até o cemitério…

«Até no cemitério!...»   Olhando no geral para a vida dos nossos cristãos e em especial para o modo de proceder de algumas pessoas que são «católicas apostólicas romanas», como se intitulam na identidade religiosa de pertença, e ainda bem, pois neste aspeto estão...

read more

O peso e a grandeza da cruz

«O peso e a grandeza da Cruz!...»   Perante a vida podemos assumir várias atitudes e realizar várias leituras que refletem a pessoa, a personalidade e o carácter. Nós portugueses, estamos sempre a andar como diz o nosso povo, mesmo mal, 'vamos andando' Significa a...

read more

Mesa da Palavra: XXIII Domingo Comum C

1ª Leitura: Sb 9, 13-18: Pois que homem poderia conhecer a vontade de Deus? Quem poderá imaginar o que pretende o Senhor? 14 Os pensamentos dos mortais são hesitantes, e incertas as nossas reflexões; 15 porque o corpo corruptível é um peso para a alma e esta tenda...

read more

Acontece na paróquia

❶. Inscrições para 1º ano Catequese já podem ser feitas no horário de escritório (8h30-11H) semana e nos fins de semana após as missas. Pede-se a apresentação da cédula de vida cristã para a inscrição   ❷. Inscrições para os Escuteiros (CNE) podem ser feitas no...

read more

Em agosto

«Em agosto!...»  Estamos a iniciar o mês de agosto, mês densamente ligado a férias, passeios, convívios, descansos…, festas e emigrantes. Trata-se de um período de reencontros, recheado de novidades e de acontecimentos nas famílias e nas paróquias. Nós já respiramos...

read more

mesa da Palavra

Evangelho XIXª: Lc 12, 35-40 - «Estejam apertados os vossos cintos e acesas as vossas lâmpadas. Sede semelhantes aos homens que esperam o seu senhor ao voltar da boda, para lhe abrirem a porta quando ele chegar e bater. Felizes aqueles servos a quem o senhor, quando...

read more

Em agosto…

«Em agosto!...»   Estamos a iniciar o mês de agosto, mês densamente ligado a férias, passeios, convívios, descansos…, festas e emigrantes. Trata-se de um período de reencontros, recheado de novidades e de acontecimentos nas famílias e nas paróquias. Nós já respiramos...

read more

«O Cheque!…»

  «O cheque!...»  As leituras deste domingo vão dizer-nos coisas belas e bonitas em que todos concordamos, mas na prática é papel de música. Ressalvo no entanto todos quantos percebem de música, ainda que sejam uma minoria. Há verdades que são eternas como é eterno o...

read more

Mesa da palavra – XI SEMANA TEMPO COMUM

MESA DA PALAVRA Domingo XII - Evangelho: Lc 9,51-62 - Como estavam a chegar os dias de ser levado deste mundo, Jesus dirigiu-se resolutamente para Jerusalém e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram numa povoação de samaritanos, a fim de...

read more

15 Maio de 2016, Ano XVIII, Nº 769

  «A Festa do Espírito Santo!...»   A festa do Espírito Santo move as pessoas e as comunidades na celebração da 3.ª pessoa da Santíssima Trindade, a excelência do amor divino nos é comunicada e a comunhão do Pai no Filho pelo Espírito nos é dada viver. Esta festa...

read more