AS Festas da Primeira Comunhão e Profissão de Fé!…

As Festas da Primeira Comunhão e Profissão de Fé!…

Este fim de semana é pleno para catequese, famílias e paróquia com a realização da Primeira Comunhão e Profissão de Fé. Estamos em sintonia festiva com os mais novos que têm o seu dia especial. Por isso a preparação ao longo de três anos, os que vão fazer a Primeira Comunhão neste sábado e preparou-se também os que vão fazer a Profissão de Fé no domingo, durante 6 anos de catequese e de vivência familiar e paroquial. Assim esperamos, nem que seja a sonhar! Já que a fé é importante para os pais, há-de ser também para os filhos. Não se trata de ocupar um lugar importante na vida, trata-se sim de ser importante! Já que damos tamanha importância a estas festas, damos importância ao que de peculiar elas têm – a Fé!

A Primeira Comunhão é receber Jesus pela primeira vez, é receber o dom da Eucaristia, é receber o alimento que é Jesus, que se dá no Seu Corpo e no Seu Sangue! Trazemos para a vida sempre que fazemos este ato em memória de Jesus, porque a fé assim nos faz “ver/crer/confiar” tal como Ele disse na Última Ceia. Logo uma primeira vez que há-de ser de muitas e muitas, que as crianças vão participar em toda a vida. Assim esperamos, não é?

A Profissão de Fé não é um sacramento como sabemos, mas é um momento bom, alegre e fascinante, e também conhecido entre nós de Comunhão Solene. É o dia em que as crianças renovam as Promessas do Batismo. Ainda que, acompanhadas dos pais e dos padrinhos, também neste dia, é espetável que seja assim”, são elas que dizem de viva voz o ‘Creio’ e pronunciam as mesmas promessas que pais e padrinhos, fizeram no Batismo em seu nome ou já esqueceram que se responsabilizaram para viver e ensinar a viver a fé? Não basta ter o nome de Deus na boca! Neste momento não necessitam ficar bem na foto. A melhor recordação é viverem o que estão a dizer, para que não seja em vão tanta “trabalheira!” ou então dizer o que estão a pensar…é para inglês ver, não é? Como somos todos bons e vamos ser melhores ainda, tudo se vai compondo na vida com a boa vontade de todos e com a ajuda de Deus. Só assim é que vale a pena celebrar a fé nestes dias e nos outros dias do ano. Logo a responsabilidade de participar e trazer consigo os mais novos a participarem na missa, na oração, no trabalho…na vida, tornando-os responsáveis também por tudo quanto fazem. Boa Festa para todos vós! Obrigado às catequistas pelo seu trabalho!

 

MESA DA PALAVRA – XI DOMINGO COMUM

LEITURA I – Ez 17, 22-24

Eis o que diz o Senhor Deus: “Do cimo do cedro frondoso, dos seus ramos mais altos, Eu próprio arrancarei um ramo novo e vou plantá-lo num monte muito alto .Na excelsa montanha de Israel o plantarei e ele lançará ramos e dará frutose tornar-se-á um cedro majestoso. Nele farão ninho todas as aves, toda a espécie de pássaros habitará à sombra dos seus ramos. E todas as árvores do campo hão-de saber que Eu sou o Senhor; humilho a árvore elevada e elevo a árvore modesta, faço secar a árvore verde e reverdeço a árvore seca. Eu, o Senhor, digo e faço».

Salmo Responsorial,

Salmo 91 (92) – É bom louvar o Senhor.

LEITURA II .2 Cor 5,6-10

Irmãos: Nós estamos sempre cheios de confiança, sabendo que, enquanto habitarmos neste corpo, vivemos como exilados, longe do Senhor, pois caminhamos à luz da fé e não da visão clara. E com esta confiança, preferíamos exilar-nos do corpo, para irmos habitar junto do Senhor. Por isso nos empenhamos em ser-Lhe agradáveis, quer continuemos a habitar no corpo, quer tenhamos de sair dele. Todos nós devemos comparecer perante o tribunal de Cristo, para que receba cada qual o que tiver merecido, enquanto esteve no corpo, quer o bem, quer o mal.

EVANGELHO Mc 4, 26-34

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «O reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. Dorme e levanta-se, noite e dia, enquanto a semente germina e cresce, sem ele saber como. A terra produz por si, primeiro a planta, depois a espiga, por fim o trigo maduro na espiga. E quando o trigo o permite, logo mete a foice, porque já chegou o tempo da colheita». Jesus dizia ainda: «A que havemos de comparar o reino de Deus? Em que parábola o havemos de presentar? É como um grão de mostarda, que, ao ser semeado na terra, é a menor de todas as sementes que há sobre a terra; mas, depois de semeado, começa a crescer, e torna-se a maior de todas as plantas da horta, estendendo de tal forma os seus ramos que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra». Jesus pregava-lhes a palavra de Deus com muitas parábolas como estas, conforme eram capazes de entender. E não lhes falava senão em parábolas; mas, em particular, tudo explicava aos seus discípulos.

 

AGENDA PAROQUIAL EM JUNHO E JULHO

. agenda de junho

  1. 16. 1ª Comunhão – 17H
  2. Profissão de Fé – 11H30
  3. 23. Caminhada, 5ª ano de Catequese – 9H30
  4. 27. Início Festejos de São Pedro: Charola na Fajã da Ribeira

 28. Véspera da Festa de São Pedro:

Romagens: Vale/Avé Maria -14H

Barco: Achada – 18H

Charola: Fajã da Ribeira – 19H

Novena São Pedro – 21H

Marchas – 22H

Igreja encerra às 3h. Reabre para a missa das 10h do dia S. Pedro

  1. 29. Dia da Festa São Pedro

O Sr. Bispo preside à festividade do dia de S. Pedro – 16H

**************

Charola precisa-se colaboração sítios: Fajã da Ribeira, Meia Légua Murteira, e outros com produtos da terra. Colocar sff. na venda até a manhã do 27 de junho.

Barco é preciso ajuda sítios: Achada, Pico, Apresentação de cima a baixo, Cruz e outros…Colocar junto do barco no 28 de manhã. Os festeiros são a Câmara e a paróquia. Logo a colaboração de todos! Peço aos encarregados dos sítios que recolham as ofertas de quem quiser colaborar. Obrigado!

❷.agenda de julho

02-05. Semana Juventude: 15H-17H

  1. 06. Reconciliação: crismandos, pais e padrinhos – 20H30
  2. 07. Véspera da Festa do Senhor – 20H
  3. 08. Festa do Senhor – Missa e Procissão – 16H

11-18. Peregrinação à Terra Santa

  1. 28. Véspera Festa Sª da Saúde – Capela Meia Légua – 20H

29. Julho – Festa Senhora Saúde-Capela Meia Légua – 12H

 

«Advento!…»

«Advento!...» Estamos a iniciar na liturgia um novo ano, - Ano B - com o tempo do Advento. Este tempo nos prepara para o Natal. Neste percurso temos a Festa da Imaculada Conceição que nos abre ao mistério do Natal. A Virgem Maria, é bem celebrada neste mês de...

read more

«Só tenho pena de não levar o dinheiro!…»

«Só tenho pena de não levar o dinheiro!...» Continuamos neste mês de Novembro a viver de modo mais intenso a saudade em relação aos que mais próximos de nós, sejam da família sejam da paróquia, fizeram caminho connosco ou de algum modo estão na nossa vida, porque...

read more

«Todos Santos…»

«Todos santos!...» O mês das almas como chamamos ao mês de novembro vem focar a nossa existência na centralidade do binómio vida/morte. Para nós crentes o «viver e morrer é em Cristo Jesus» e intensificamos esta espiritualidade ainda no apóstolo Paulo: «Não sou eu que...

read more

«Mês das Almas!…»

«Mês das Almas!...» Vivemos com plena alma missionária o mês de outubro, recordando os nossos missionários e entrámos nesta semana no mês de novembro com um forte apelo da Igreja à santidade. Logo no 1º dia com a celebração de "Todos os Santos - também aqueles sem...

read more

Outubro: Mês do Rosário e das Missões

«Outubro: Mês do Rosário e das Missões!...» Continuamos a vivência do mês das Missões e da celebração do Centenário das Aparições da Virgem em Fátima aos três pastorinhos de Aljustrel: Lúcia, Francisco e Jacinta. A Virgem lança àquelas crianças um convite de...

read more

«Outubro: Mês do Rosário e das Missões»

«Outubro: Mês do Rosário e das Missões!...» Entramos num mês rico e denso em significado humano e espiritual. Celebramos a Senhora do Rosário a 7 de outubro em que a oração do Terço e das Avé-Marias fez parte do rezar do povo cristão ao longo dos séculos. Continuamos...

read more

«Já sabe quando é o crisma?…»

«Já sabe quando é o Crisma!...» Finalmente temos hoje a resposta para a pergunta tantas vezes incomoda e inoportuna no sentido que sempre que a data me é comunicada, é transmitida aos interessados, que são os jovens do 10º ano, e sempre no 1º encontro que tenha com...

read more

“O número 2…”

«O número 2!…» Os passeios são sempre motivo de convívio, cultura, enriquecimento, partilha e também novidade. Há "estórias" que se ouvem e outras que se contam, marcando os momentos e até a vida, permanecendo no imaginário dos participantes. Assim, não resisto em...

read more

«Quem dizem os homens!…»

«Quem dizem os homens!…» O Evangelho deste domingo vem colocar-nos a questão da fé ou seja que cada um de nós se defina perante Deus. Logo questiona as nossas certezas e dúvidas como as seguranças, as aquisições, dados e direitos adquiridos. Bom seria se questionasse...

read more

Em agosto, haja festas!…

« Em agosto, haja festa!…» O mês de agosto é vivido entre nós numa festa contínua tendo em vista a profusão das festas que se realizam nas nossas paróquias e capelas, seja a cargo de festeiros ou do povo. Somos um povo festivo com muitas tradições religiosas e...

read more