«Todos Santos…»

«Todos santos!…»

O mês das almas como chamamos ao mês de novembro vem focar a nossa existência na centralidade do binómio vida/morte. Para nós crentes o «viver e morrer é em Cristo Jesus» e intensificamos esta espiritualidade ainda no apóstolo Paulo: «Não sou eu que vivo é Cristo que vive em mim». S. Bento nos inspira nesta realidade da vida quando pensamos na sua morte (+480), conhecida como “transito” ou seja a passagem deste mundo para Deus. Na Regra de São Bento podemos ler no Capítulo IV sobre “os Instrumentos das boas obras”, o seguinte: Temer o dia do juízo. Ter pavor do inferno. Desejar a vida eterna com todo o ardor da alma. Ter todos os dias a morte presente diante dos olhos. Vigiar a toda a hora os atos da sua vida. Ter por certo que em toda a parte Deus o vê. E nunca desesperar da misericórdia de Deus. Não querer que lhe chamem santo antes de o ser, mas sê-lo primeiro para com mais verdade lho poderem chamar.” Estas são algumas das 78 obras que a Regra apresenta. Pensando ainda em S. Francisco chama à morte “irmã morte” no canto das criaturas. Talvez para muitos de nós este tipo de espiritualidade não diz muito e pode dizer tudo, isto é, Deus é ou não é central na nossa vida? Ele só é chamado na partida para o jardim dos calados? Sim, porque se fosse de outro modo, as atitudes seriam diferentes e já agora apresente a de São Domingos Sávio: Se soubesse que ia morre o que faria? Continuava a fazer o que estava a fazer, porque estava a cumprir nessa tarefa a vontade de Deus e estava a fazer bem.

Neste dias ouvi uma frase sobre os defuntos que já todos ouvimos: «Depois de mortos são todos santos!» Não vamos “canonizar a morte” nem vidas que andam longe de tudo, excetuo da maldade humana! Mas ainda assim, lá está a misericórdia divina que dará a cada um conforme as suas obras! Continuemos em tudo isto a crer na vida eterna, na remissão dos pecados, na ressurreição dos mortos e na vida do mundo que há-de vir  como professamos no Credo! Por isso, pedimos a Deus, que escute a nossa oração pelos fiéis defuntos: “durmam e descansem em paz” e que não olhe aos nossos pecados, mas à fé da Igreja (cf.Or. Euc.).

ACONTECE NA PARÓQUIA….

. Agenda de catequese em novembro

Sábado 11 – Festa Acolhimento do 1º Ano, 17H.

Domingo 12 – Preparação do Crisma na missa das 10H.

. Semana da Apresentação: 19 a 26 Novembro

 > Domingo, 19 – Novena e missa às 19H.

A catequese é 1h antes da novena.

 > 2ª feira, 20 a 6ª feira, 24 Novembro

Novena e Missa às 20H. Terço às 19H30.

 > Sábado, 25 – Véspera da Festa, 20H

 > Domingo, 26 – Missa da Festa às 15H.

Procissão e Bênção das crianças.

  1. Não há festeiro. Há 1 pessoa que oferece a festa dentro da capela o restante é feito pelo povo. Pede-se aos encarregados de recolherem as ofertas nos sítios a quem quiser colaborar! Obrigado pela atenção!

❹. MEDITANDO – peregrinando

Meu caminho é por mim fora,

Te chegar ao fim de mim.

A encontrar-me com Deus…

Mas lá no fim

Eu vou senti-me outro,

Tão igual

Ao Senhor Deus que ali mora,

Que hei-de ficar convencido

De que afinal

Só Tu, Senhor!, lá estás

E que eu fique para trás,

De cansado ou de perdido

No meu caminho comprido

Cá estou eu a julgar que vou remando…

Cá vai Deus a remar

E eu a ser remo com que Deus

Rasga caminhos pelo Mar… (Sebastião da Gama: Serra-Mãe)

MESA DA PALAVRA XXXI ANO A

1ª Leitura: Mal 1, 14-2,2.8-10 – Maldito seja o homem fraudulento que tem no seu rebanho um macho prometido por voto e me sacrifica um animal defeituoso. Pois Eu sou um grande rei -diz o Senhor- e o meu nome é temível entre as nações.» 2 Se não me ouvirdes, se não tomardes a peito dar glória ao meu nome -diz o Senhor do universo- lançarei contra vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos. E essa maldição já está cumprida, porque vós não tomais isto a peito. 8 Mas vós desviastes-vos do caminho; fizestes tropeçar um grande número de pessoas com o ensino da lei; destruístes a aliança de Levi -diz o Senhor do universo. 9 Por isso, Eu tornei-vos desprezíveis e abjetos aos olhos de todo o povo, porque não guardastes os meus mandamentos e fizestes aceção de pessoas perante a lei.» 10 «Porventura, não temos nós todos um único pai? Não foi o mesmo Deus que nos criou? Por que razão, pois, somos nós pérfidos uns para com os outros, profanando a aliança de nossos pais?

 2ª Leitura: 1Tes 2, 7-9.13 – Embora tivéssemos podido fazer sentir o nosso peso, como apóstolos de Cristo, fomos, antes, afetuosos no meio de vós, como uma mãe que acarinha os seus filhos. 8 Tínheis-vos tornado tão caros, que desejávamos partilhar convosco, não apenas o Evangelho de Deus, mas a própria vida; tão queridos nos éreis. 9 Na verdade, irmãos, recordais-vos dos nossos esforços e das nossas canseiras: foi trabalhando noite e dia, para não sermos de peso a nenhum de vós, que vos anunciámos o Evangelho de Deus.. 13 Por isso, damos continuamente graças a Deus, porque, tendo recebido a palavra de Deus, que de nós ouvistes, não a aceitastes como palavra de homens, mas como ela é verdadeiramente, palavra de Deus, que também atua em vós que acreditais.

 Evangelho do XXXI Domingo Comum: Mt 23, 1-12 – 1 Então, Jesus falou assim à multidão e aos seus discípulos: 2 «Os doutores da Lei e os fariseus instalaram-se na cátedra de Moisés. 3 Fazei, pois, e observai tudo o que eles disserem, mas não imiteis as suas obras, pois eles dizem e não fazem. 4 Atam fardos pesados e insuportáveis e colocam-nos aos ombros dos outros, mas eles não põem nem um dedo para os deslocar. 5 Tudo o que fazem é com o fim de se tornarem notados pelos homens. Por isso, alargam as filactérias e alongam as orlas dos seus mantos. 6 Gostam de ocupar o primeiro lugar nos banquetes e os primeiros assentos nas sinagogas. 7 Gostam das saudações nas praças públicas e de serem chamados ‘Mestres’ pelos homens. 8 Quanto a vós, não vos deixeis tratar por ‘Mestres’, pois um só é o vosso Mestre, e vós sois todos irmãos. 9 E, na terra, a ninguém chameis ‘Pai’, porque um só é o vosso ‘Pai’, aquele que está no Céu. 10 Nem permitais que vos tratem por ‘doutores’, porque um só é o vosso ‘Doutor’, Cristo. 11 O maior de entre vós será o vosso servo. 12 Quem se exaltar será humilhado e quem se humilhar será exaltado.

 

 

As Festas de São Pedro e do Senhor….

«As Festas de São Pedro e do Senhor …» Vamos celebrar a Festa de São Pedro (28/29 junho) e a Festa do Senhor  (1/2 julho). Por razão de força maior estas movem a todos em virtude da carga humana e simbólica que comportam e transmitem. A festa de São Pedro é uma festa...

read more

«Já sei o nome do noivo!…»

«Já sei o nome do noivo!…» O mês de junho pode ser considerado o mês da "alegria popular" pois realizam-se as festas dos três santos populares, onde o nosso povo dá azas à alegria e ao contentamento. A fé e as tradições realizam uma simbiose tal, compreensível à luz...

read more

«A folha de trevo!…»

Realizada a Festa do Pentecostes demos por terminado o tempo pascal e retomamos o Tempo Comum na Liturgia na IX semana. Neste tempo realizamos as festas dos santos e da Virgem Maria. Neste domingo celebraremos a Solenidade da Santíssima Trindade, uma das Solenidades...

read more

Ascensão!

«Ascensão…» Este domingo faz-nos viver a festa da Ascensão de Jesus ao céu. Como aos Apóstolos Jesus nos convoca ao anúncio e ao testemunho da fé nos ambientes em que vivemos e nas diversas situações e circunstâncias da vida do nosso mundo. Esta festa é celebrada 40...

read more

Semana da Família!…

«Semana da família!…» Iniciamos no Domingo passado a Semana da Vida e nela o tema da família. Neste fim de semana temos várias celebrações e festas da família para nos chamar a atenção para este assunto deveras importante e tão caro a todos nós, não fossemos cristãos,...

read more

«Sou filha do Espírito Santo!…»

  «Sou filha do Espírito Santo!…» Iniciamos a bom ritmo as Visitas do Espírito Santo na Ribeira Brava e já temos festeiros para todos os sítios. É caso para dizer: «Graças a Deus e a quem se dispôs a fazer este serviço!» Vale pela boa experiência de levar a alegria, a...

read more

«Reconheceram-n’O!…

«Reconheceram-n'O!…» O Evangelho deste domingo (Lc 24,13-35), Páscoa III é uma bela catequese do Evangelista Lucas sobre a identidade dos cristãos, dos  sinais e dos símbolos que identificam os seguidores de Jesus. É uma bela página da Eucaristia e do alto significado...

read more

Visitas do Espírito Santo

«Visitas do Espírito Santo!…» Iniciamos neste domingo as Visitas do Divino Espírito Santo na paróquia da Ribeira Brava, mais concretamente às famílias que nos diversos sítios da paróquia, queiram receber a visita e abrem as suas casas para esta visita. Sabemos também...

read more

SEMANA SANTA

A Semana Santa! O Domingo de Ramos como o nome indica, com a bênção dos ramos, dá-se início à Semana Santa que decorre até ao Domingo de Páscoa . É a semana maior do ano visto celebrarmos a centralidade do mistério Cristão: Paixão Morte e Ressurreição de Jesus. É a...

read more