Pagina Inicial Ora Et Labora Horário Liturgico Projecto Pastoral Museu Casamento Baptismo Fotografias Historial
 
 
 
Menu Principal
Inicial
Historial
Horário Litúrgico
Ora et Labora
Actividades
Fotografias
Centro Social
Links Gerais
Paroquia da Ribeira Brava
Missa Nova
Museu
Casamentos
Baptismo
Horário da Catequese
Celebrações da Catequese
Projecto Pastoral
Oração da S- Bento
Quem está Em Linha
Estatísticas
Visitas: 239043
Contactos

Telf - 291 952 172
Fax - 291 957 958
Sugestões - paroquia_ribeirabrava
@netmadeira.com

Morada - Rua Comachos Nº20
9350-214 Ribeira Brava

 
Inicial
Descrição
Ora et Labora

«As Festas…»


As festas são momentos e dias fundamentais na vida pessoal, familiar e paroquial. Todos necessitamos destes tempos para descontração, carregar baterias e «adocicar» a vida. Nem só trabalho, fadiga, denodo e tenacidade. O "aligeirar" a existência potencia a alma e espírito. É encontro, exaltação, reforço, visita, passagem, contemplação e meditação, conversas, silêncios e olhares. As barreiras esbatem-se e a vontade realiza a tradição e a compreensão do lugar, marcada pela figura do santo festejado. Acrescente-se a isto todo o esforço com o tapete de flores na festa do Senhor. Tudo vale a pena porque é para o Senhor!...
A festa e o arraial de São Pedro é de longe o que mais move esta terra e muitos ligam esta festa à espetada no calhau. Contradição, pois são Pedro como pescador está ligado ao mar, sei que Jesus assou peixe e ofereceu aos discípulos, não falou em espetadas de peixe(ou de carne) é sinal que o nosso povo adapta-se a estas coisas e celebra o «santo» à sua maneira. As tradições e os costumes festivos ajudam a celebrar o santo e o ideal vivido por ele. Junte-se o barco, a charola (única e grandiosa), as romagens, os enfeites e a casa de chá. Para a grande maioria, a igreja é o centro da sua romaria. São Pedro está sentado, espera por todos e não se cansa de esperar por quem vem sempre à igreja ou por quem só entra na igreja nestes dias. Este ano a ornamentação da igreja plastifica os presentes de São Pedro (recebe) ou os presentes aos devotos (doa). Venham ver!
A Festa do Senhor há-de levar-nos a contemplar Jesus presente no altar da Eucaristia e no altar das nossas vidas. Ao passar pelas ruas vem até nós e a sua presença é sempre santificadora. Abençoa bens, pessoas e coletivo. Cada flor há-de ser a pessoa de cada um de nós que se coloca ao serviço da beleza divina na Igreja e na sociedade. A moldagem, colocação e disposição de cada flor, forma um belo tapete, logo o conjunto dos cristãos hão-de dar beleza à Igreja, qual tapete cristão, criado no tear divino da Igreja.
Faço votos que as festas, S. Pedro e Senhor, decorram de modo ordeiro e pacífico. Haja força, coragem e esperança para a vida. Que não falte o pão e o trabalho nas famílias. Estamos certos da força divina. São Pedro escancare as portas do céu e interceda\ por nós junto do Mestre Divino!

P.Trindade,scj

VIDA PAROQUIAL

1. FESTEJOS EM HONRA DE SÃO PEDRO, 28/29 DE JNHO 2015

Véspera de São Pedo, Domingo, 28 de Junho
12h - Girândola de Fogo e Hino pela Banda Municipal
14h - Início das ROMAGENS: Caminho Chão, Barreiro, Vale, Avé
Maria, Moreno, Fajã Flores.
17h - Pomar da Rocha, Lombo Cesteiro, Apresentação, Achada,
Pico com o BARCO
19h - Fajã da Ribeira - CHAROLA - Meia Légua, Murteira, Vila
21h - Novena em honra de São Pedro
22h - Marchas

NB. Igreja encerra às 3h e abre para a missa das 10h do dia S. Pedro

Dia de São Pedro, Segunda, 29 de Junho
16h - Missa e Procissão em honra de S de Pedro presidida pelo Sr. Bispo D. António Carrilho
17h30 - Animação: Dança Espadas, Grupo Folclórico, Grupos Casa do Povo da R. Brava e conjunto

NB. Festeiros de São Pedro: Paróquia e Câmara. Apela-se à colaboração dos Encarregados dos sítios e às pessoas.

2. FESTA DO SANTÍSSIMO, 4 E 5 DE JULHO. Atenção ao tapete feito pelos sítios com a colaboração de todos. As ruas da Vila onde passa a procissão
encerram logo na manhã de Domingo para  os sítios elaborarem o tapete pela fresca. Apela-se à participação dos Movimentos, famílias, crianças 1ª Comunhão, Profissão Fé e jovens do Crisma. Obrigado pela presença!

3. Reunião Catequese para todos os centros no dia 15 de Julho, às 20h15 no salão. Pede a presença das catequistas e que tragam os materiais de catequese.

4. Encontro preparação do Crisma a 19 de Julho na missa das 10h. Lembro a entrega da documentação de padrinhos e afilhados neste dia aos catequistas. O Crisma tem lugar a 16 de Agosto, 11h, para os que estão a frequentar o 10º ano.

Obrigado pela colaboração que tornou possível a festa e o arraial de S. Pedro: Encarregados sítios, Romagens, Charola, Barco, Casa chá, Equipa Alpendre, Sr Carlos pela decoração, Central Madeirense, Coro, Câmara e anónimos

 

MESA DA PALAVRA - PENTECOSTES

Evangelho Domingo XIII Comum- Mc 5,21-43: Depois de Jesus ter atravessado, na barca, para a outra margem, reuniu-se uma grande multidão junto dele, que continuava à beira-mar. 22 Chegou, então, um dos chefes da sinagoga, de nome Jairo, e, ao vê-lo, prostrou-se a seus pés 23 e suplicou instantemente: «A minha filha está a morrer; vem impor-lhe as mãos para que se salve e viva.» 24 Jesus partiu com ele, seguido por numerosa multidão, que o apertava. 35 Ainda Ele estava a falar, quando, da casa do chefe da sinagoga, vieram dizer: «A tua filha morreu; de que serve agora incomodares o Mestre?» 36 Mas Jesus, que surpreendera as palavras proferidas, disse ao chefe da sinagoga: «Não tenhas receio; crê somente.» 37 E não deixou que ninguém o acompanhasse, a não ser Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. 38 Ao chegar a casa do chefe da sinagoga, encontrou grande alvoroço e gente a chorar e a gritar. 39 Entrando, disse-lhes: «Porquê todo este alarido e tantas lamentações? A menina não morreu, está a dormir.» 40 Mas faziam troça dele. Jesus pôs fora aquele gente e, levando consigo apenas o pai, a mãe da menina e os que vinham com Ele, entrou onde ela jazia. 41 Tomando-lhe a mão, disse: «Talitha qum», isto é, «Menina, sou Eu que te digo: levanta-te!» 42 E logo a menina se ergueu e começou a andar, pois tinha doze anos. Todos ficaram assombrados. 43 Recomendou-lhes vivamente que ninguém soubesse do sucedido e mandou dar de comer à menina.

Evangelho Véspera S. Pedro - Jo 21,15-19: Depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: «Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu gosto muito de ti.» Jesus disse-lhe: «Apascenta os meus cordeiros.» 16 Voltou a perguntar-lhe uma segunda vez: «Simão, filho de João, tu amas-me?» Ele respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu gosto muito de ti.» Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas.» 17 E perguntou-lhe, pela terceira vez: «Simão, filho de João, tu gostas muito de mim?» Pedro ficou triste por Jesus lhe ter perguntado, à terceira vez: 'Tu gostas muito de mim?' Mas respondeu-lhe: «Senhor, Tu sabes tudo; Tu bem sabes que eu gosto muito de ti!» E Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas. 18 Em verdade, em verdade te digo: quando eras mais novo, tu mesmo atavas o cinto e ias para onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as mãos e outro te há-de atar o cinto e levar para onde não queres.» 19 E disse isto para indicar o género de morte com que ele havia de dar glória a Deus. Depois destas palavras, acrescentou: «Segue-me!»

Evangelho Festa S. Pedro - Mt 16,13-19: Ao chegar à região de Cesareia de Filipe, Jesus fez a seguinte pergunta aos seus discípulos: «Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?» 14 Eles responderam: «Uns dizem que é João Baptista; outros, que é Elias; e outros, que é Jeremias ou algum dos profetas.» 15 Perguntou-lhes de novo: «E vós, quem dizeis que Eu sou?» 16 Tomando a palavra, Simão Pedro respondeu: «Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo.» 17 Jesus disse-lhe em resposta: «És feliz, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que to revelou, mas o meu Pai que está no Céu. 18 Também Eu te digo: Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do Abismo nada poderão contra ela. 19 Dar-te-ei as chaves do Reino do Céu; tudo o que ligares na terra ficará ligado no Céu e tudo o que desligares na terra será desligado no Céu.»